Anuncio

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Edmundo perde a carteira após ser parado em blitz no Rio

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: O GLOBO

O ex-jogador Edmundo, atual comentarista da Fox Sports, perdeu a carteira de motorista após ser pego em uma blitz da Lei Seca no Rio de Janeiro. Edmundo já foi preso por conta de um acidente causado em 1995, que matou três pessoas na Lagoa, também no Rio.
Veja a mensagem publicada por ele em suas redes sociais:
"Saiu um notícia aí que fui pego na Lei Seca. Sim, era uma blitz da Lei Seca, mas não foi por bebida. Estava indo para a Fox Sports trabalhar. Esqueci os documentos do carro em casa, minha esposa teve que ir lá pra resolver".
De acordo com O Globo, o teste do etilômetro do jogador apontou 0,06 mg/l, resultado acima do limite permitido por lei. O jornal também afirma que seus documentos estavam em dia, diferentemente do informado por ele.

Brasil ganha ouro com Alessandro Silva no lançamento de disco

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: SPORTV

O atleta Alessandro Silva conquistou hoje (12) a medalha de ouro no lançamento de disco na Classe F11 (cego total) da Paralimpíada 2016. Com a marca de 43,06, ele também bateu o recorde paraolímpico do esporte.
A marca recorde anterior era do espanhol Alfonso Lopez-Fidalgo, de 44.44m, atingida em Madri, em 1998.
O segundo lugar e a medalha de prata foram para o italiano Oney Tapia, com a marca de 40,89m, e o bronze foi para o espanhol David Casinos Sierra, com 38,58 m.

Após boa sequência, Tite convoca para dois jogos na sexta

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: FOLHA DE SP

Depois da estreia vitoriosa, o técnico Tite vai convocar nesta sexta (16) os jogadores para os próximos confrontos da seleção em outubro pelas eliminatórias da Copa do Mundo.
O meia Douglas Costa, do Bayern de Munique, deverá ser uma das novidades.Neste mês, o ex-treinador corintiano começou com 100 % de aproveitamento na seleção. O 
time venceu o Equador, por 3 a 0, em Quito, e, em seguida, ganhou da Colômbia, por 2 a 1, em Manaus.
Com os resultados, a equipe nacional pulou para a segunda colocação no torneio classificatório para o Mundial da Rússia. A seleção soma 15 pontos. O Uruguai lidera o torneio, com 16 pontos.
A ambição do treinador é deixar o time na primeira colocação após a rodada dupla de outubro. No dia 6, a seleção enfrenta a Bolívia, em Natal. Cinco dias depois, o Brasil jogará contra a Venezuela, em Mérida.
Os dois adversários estão fora da zona de classificação. A Bolívia está em oitavo, com sete pontos. Já a Venezuela é lanterna, com apenas dois pontos.

Mais Médicos: Temer sanciona prorrogação por mais 3 anos

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: FOLHA DE SP

O presidente Michel Temer assinou nesta segunda (12) a lei que prorroga por mais três anos o programa Mais Médicos, criado em outubro de 2013.
A prorrogação do contrato dos médicos estrangeiros que chegaram em 2013 para atuar no Mais Médicos é hoje um dos principais impasses a serem resolvidos no programa, criado para aumentar o número de médicos no interior do país.
A lei do Mais Médicos estabelece que a renovação do prazo de participação dos médicos estrangeiros só poderia ocorrer após a revalidação do diploma, por meio de exame aplicado em universidades públicas. Pelo texto sancionado, os profissionais podem permanecer mesmo sem ter o diploma revalidado. Antes, esses profissionais só poderiam atuar no programa por três anos, como intercambistas.
A medida provisória que prorrogou a participação foi editada pela presidente Dilma Rousseff ao fim de abril, sob protestos de entidades médicas e com apoio de associações de municípios. A MP foi aprovada pelo Congresso em agosto e convertida na lei hoje sancionada por Temer.
Três organizações pediram ao Ministério da Saúde que os contratos fossem estendidos: Frente Nacional de Prefeitos, Associação Brasileira de Municípios e o Conselho Nacional de Saúde.
Ao todo, 18.240 médicos atuam no Mais Médicos. Destes, 11.429 são cubanos, 1.537 são formados no exterior e o restante, brasileiros. O Mais Médicos provocou polêmica ao recorrer a médicos estrangeiros para atendimento em áreas carentes de profissionais. 

Maranhão diz a aliados que votará a favor da cassação de Cunha

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: ESTADÃO

Usado por Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para viabilizar as manobras e atrasar o processo no Conselho de Ética, o 1º vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), admitiu a aliados que votará a favor da cassação do peemedebista. Ele disse também ser contra uma pena mais branda, como a suspensão do mandato que aliados de Cunha tentam articular. A votação está marcada para começar 19 horas desta segunda-feira (12).
Maranhão atuou para beneficiar Cunha antes e depois de o peemedebista ser afastado da presidência da Câmara e do mandato, em maio deste ano. Um delas ocorreu em dezembro, quando Maranhão determinou, a mando do deputado fluminense, destituir o primeiro relator do processo no Conselho de Ética, deputado Fausto Pinato (PP-SP). O argumento era de que Pinato estava impedido de ser relator, pois fez parte do mesmo bloco partidário de Cunha.
No fim de maio, já como presidente interino da Câmara, Maranhão enviou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa consulta que poderia ter mudado o destino de Cunha. Uma das perguntas da consulta era se o plenário deveria votar um projeto de Resolução ou o parecer pela cassação aprovado pelo Conselho de Ética. Diferente do parecer, o projeto admite emendas, por meio das quais aliados de Cunha tentariam aprovar uma pena mais branda.
Pressionado, Maranhão acabou retirando a consulta posteriormente. Com isso, a "tropa de choque" de Cunha fará na sessão desta segunda, questão de ordem pedindo que deputados votem o projeto de Resolução e não o parecer. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já afirmou que vai negar a questão, mas a palavra final será do plenário. Ou seja, o peemedebista precisará de votos de pelo menos 257 deputados para conseguir que a resolução seja votada.
Maranhão já registrou presença e está presidindo a sessão plenária de discursos que acontece na tarde de hoje. Publicamente, porém, ainda tenta manter sua posição em segredo. "Vou votar. Meu voto será simbólico, mas só vou revelar mais tarde", afirmou à reportagem. No Placar do jornal O Estado de S. Paulo, o 1º vice-presidente da Câmara aparece no rol de deputados que não quiseram responder sobre o voto. O mesmo acontece com 28 deputados de seu partido, o PP. 

Daniel Dias ganha mais um ouro; Joana Silva é prata

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: SPORTV

O brasileiro Daniel Dias chegou ao quinto pódio na Rio-2016. Há pouco, o nadador conquistou medalha de ouro nos 50m livre (classe S5 - afetação de tronco e duas ou mais extremidades).
Daniel chegou à incrível marca de 20 medalhas paralímpicas. No Rio, ele ainda entrará na piscina mais quatro vezes. Caso consiga o pódio em todas, o nadador será o maior medalhista da história da natação.
Clodoaldo Silva também nadou na prova de hoje e terminou em sétimo. A prata ficou com atleta do Vietnã Tung Thanh Vo (33s94) e o bronze, com o norte-americano Roy Perkins (34s42).
No feminino, a brasileira Joana Maria Silva terminou a final em segundo lugar e ficou com a prata. O ouro foi para a chinesa Li Zhang.

Lula estava sendo chantageado em Santo André, diz Marcos Valério

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: FOLHA DE SP

Condenado no mensalão, o publicitário Marcos Valério, que cumpre pena numa penitenciária em Minas Gerais, afirmou em depoimento ao juiz Sergio Moro nesta segunda (12) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava sendo "chantageado" pelo empresário de Santo André (SP) Ronan Maria Pinto, em 2004.
Valério, porém, não esclareceu o motivo da chantagem.
"Eu gostaria de não responder essa pergunta, porque o que eu fiquei sabendo é muito grave e o senhor não vai poder garantir a minha vida", afirmou, na audiência. "É um assunto muito grave e eu não quero correr riscos. Eu estou preso numa penitenciária."
O publicitário e outras oito pessoas são réus numa ação da Operação Lava Jato, que trata de um empréstimo fraudulento feito no banco Schahin, cujos recursos foram repassados a Pinto, dono do jornal "Diário do Grande ABC".
Os investigadores do caso suspeitam que o motivo da extorsão tenha sido a compra do silêncio sobre o caso Celso Daniel, prefeito petista de Santo André (SP) assassinado em 2002. Mas essa suspeita não foi incluída na denúncia.
Além de Lula, os ex-ministros José Dirceu e Gilberto Carvalho, ambos do PT, também estariam sendo chantageados, segundo afirmou Valério.
DE JOGADOR A VERDADEIRO
Valério, que falou por cerca de uma hora, ainda disse que passou "de mentiroso e jogador" a "verdadeiro" -já que, em 2012, ele prestou depoimento ao Ministério Público Federal sobre o empréstimo no banco Schahin.
"Eu era considerado um mentiroso, um jogador, que queria atrapalhar o processo. Aí [agora] vieram dizer: tudo o que você falou era verdade. Eu me tornei um cara verdadeiro."
As agências publicitárias de Valério eram usadas para fazer empréstimos fraudulentos e repassar o dinheiro ao PT e seus aliados, conforme mostrou a investigação do mensalão.
Por causa disso, segundo afirmou o publicitário, o então secretário-geral do PT, Silvio Pereira, pediu que ele repassasse R$ 6 milhões a Ronan Maria Pinto, que estaria "chantageando o presidente".
Apesar de ter topado inicialmente, Valério disse que acabou não intermediando o pagamento porque "não queria ligação" com o caso.
"Eu comecei a sondar quem era Ronan Maria Pinto. E o que eu fiquei sabendo não me agradou", afirmou. "Eu disse [a Silvio Pereira]: você é maluco. Eu não vou fazer isso, não vou transferir, não quero ligação com isso, e usei o termo: me inclua fora disso."
Por causa disso, segundo a investigação, a operação foi feita via banco Schahin, com um empréstimo tomado em nome do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula.
Tanto Pereira quanto o então tesoureiro do PT, Delúbio Soares (que é réu na mesma ação), negam a operação e dizem não ter qualquer relação com o empréstimo no banco Schahin.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Senado aprova redução do número de ministérios

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: FOLHA DE SP

O Senado aprovou na noite desta quinta-feira (8) uma medida provisória que reduz para 26 a quantidade de ministérios. A proposta foi enviada presidente Michel Temer em maio, quando assumiu interinamente a Presidência da República.
Com a aprovação, por 44 votos favoráveis, 6 contrários e 1 abstenção, a Esplanada dos Ministérios teve uma diminuição de oito pastas - eram 32 quando Temer assumiu.
O governo da ex-presidente Dilma Rousseff já chegou a ter até 39 pastas. Em 2015, contudo, o Congresso já havia aprovado uma redução da máquina pública, passando para 31. Em seguida, os parlamentares aceitaram manter Jaques Wagner, então chefe de gabinete de Dilma Rousseff, com status de ministro, aumentando mais um ministério.
O texto acaba com alguns ministérios e funde outros. Em mais de três horas de discussão, os senadores confirmaram a redução proposta pela MP. Considerando a AGU (Advocacia-Geral da União) e o Banco Central, haverá 26 pastas.
Em acordo para conseguir votar a proposta, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), relator da MP, aceitou uma emenda de redação para incorporar "Controladoria-Geral da União" à nomenclatura do Ministério da Transparência. A pasta passa a chamar Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União.
Como na Câmara, as principais discussões geraram em torno da extinção da secretaria das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude, e dos Direitos Humanos.
O PT, sob argumento de redução de políticas públicas, tentou adiar a votação por meio de apresentação de diversas emendas e orientações de voto contrário.
A sigla chegou, inclusive, a alegar que não foi cumprido um acordo de cavalheiros que é seguido à risca no Senado em toda tramitação de MP. A negociação prevê que medidas provisórias lidas em plenário só serão analisadas duas sessões depois.
Sobre o pedido, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), respondeu que, com as eleições municipais, há um trâmite especial na Casa e, por isso, as duas sessões não seriam obedecidas. "Diante de um calendário excepcional que definimos, é necessário uma contagem de prazos excepcionais".
Líder do PT, o senador Humberto Costa (PT-PE) chamou a decisão de Renan de dar prosseguimento à votação de "autoritarismo". "Parece que estamos vivendo algo que extrapola o próprio impeachment. Até mesmo aqui nesse Congresso estamos vivendo o autoritarismo".
Os defensores do texto negaram extinção de qualquer benefício social. "Erro que o governo anterior cometeu foi ter muito cargo para ter muita política pública. É o contrário. Tem que ter pouco cargo para ter dinheiro para fazer a política pública", afirmou o presidente do PMDB, Romero Jucá.
Caso o texto não fosse analisado nesta quinta, perderia a validade. Contando com essa possibilidade, o Planalto já trabalhava em um plano B que visava enviar ao Congresso proposta semelhante, fundida contudo com outra MP, a que cria o Programa de Parcerias de Investimentos para acelerar concessões públicas.
Essa outra medida provisória também perde a validade até o fim da semana e pode ser analisada ainda nesta quinta pelos senadores.
PROPOSTA
Sob argumento de que é necessário enxugar a máquina federal, a reforma administrativa estabelece, entre outras alterações, a fusão da pasta das Comunicações à de Ciência, Tecnologia e Inovação. A previdência, antes parte do Ministério do Trabalho, passou para o guarda-chuva do ministro da Fazenda.
Duas propostas contidas no texto já saíram dos planos do governo, antes mesmo de a medida provisória ser aprovada. A MP incorporava o Ministério da Cultura ao da Educação. Diante de críticas públicas da classe artística, Temer voltou atrás e manteve a pasta da Cultura.
O projeto também prevê a junção do Desenvolvimento Agrário com o Desenvolvimento Social e Combate à Fome. A nova pasta se chamará Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário. Em audiência pública no Senado, no início de agosto, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, já anunciou, porém, que o governo vai recriar a pasta do Desenvolvimento Agrário

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Daniel Dias conquista primeiro ouro do Brasil na natação Paralímpica

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: GLOBO ESPORTE/SPORTV

O brasileiro Daniel Dias confirmou o status de estrela dos Jogos Paralímpicos e conquistou uma medalha de ouro logo no primeiro dia de competições. A vitória veio com sobras na prova dos 200m livre classe S5, com o tempo de 2min27s88. A medalha de prata ficou com o americano Roy Perkins, que registrou 2min38s56. O bronze foi para Andrew Muller, da Grã-Bretanha, com 2min40s65.
Dia de recordes
Os primeiros recordes do dia foram quebrados ainda nas provas classificatórias. E o ritmo dos nadadores não diminuiu nas finais, com ainda mais recordes.
Nos 100m costas S6, o chinês Zheng Tao deu o troco no compatriota Hongguang Jia, que no começo do dia tinha batido o recorde mundial com 1min12s27. Na final, Zheng ficou à frente e baixou bastante o tempo anterior: 1min10s84. O ucraniano Iaroslav Semenenko foi bronze.
A prova feminina dos 100m costas S6 foi quase um repetco da masculina, também com China e Ucrânia no pódio e recorde mundial. A chinesa Lingling Song baixou em mais de 3 segundos seu tempo anterior, registrado na classificatória, e levou o ouro com 1min21s43. A prata ficou com a também chinesa Dong Lu, e o bronze foi para a ucraniana Oksana Khrul.
A terceira prova da noite só foi diferente das anteriores pela nacionalidade dos competidores. O vencedor e recordista mundial Oliver Hynd, da Grã-Bretanha, fechou a prova dos 400m livre S8 em 4min21s89, baixando seu próprio recorde mundial. Os nadadores chineses mostraram força novamente e completaram o pódio: Haijao Xu ganhou a prata, e Yinan Wang levou o bronze.
O quarto recorde da noite foi da australiana Lakeisha Patterson, nos 400m feminino S8. Ela fechou a prova em 4min40s33 e superou a americana Jessica Long, recordista anterior e tricampeã Paralímpica em Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres 2012.
Nos 100m livre feminino S3, a medalha de ouro ficou com Zulfiya Gabidullina, do Cazaquistão, nadadora de 50 anos de idade. Ela fechou a prova em 1min30s07, com a chinesa Qiuping Peng em segundo e a ucraniana Olga Sviderska em terceiro.
O coreano In Kook Lee bateu o recorde Paralímpico dos 100m costas S14, com o tempo de 59s82. Na prova feminina da mesma categoria, a recodista e medalhista de ouro é a britânica Bethany Firth, que na final registrou 1min04s05.
Os 100m borboleta S13 também tiveram recordes no maculino e no feminino. Entre os homens, a vitória foi de Ihar Boki, de Belarus, com o tempo de 53s85. Entre as mulheres, quem brilhou foi Rebecca Myers, que nadou a prova em 1min03s25.

MST invade fazenda da senadora Ana Amélia (PP-RS) em Goiás

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: AGÊNCIA BRASIL

O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) ocupou, na madrugada de hoje (8), a fazenda Saco de Bom Jesus, que é, segundo informações da assessoria do movimento, "ligada" à senadora Ana Amélia (PP-RS). Cerca de 300 pessoas ocupam a propriedade, que fica no município de Formosa, em Goiás. As informações são da Agência Brasil.
"O objetivo da ocupação é denunciar a existência de espaços improdutivos, ao mesmo tempo em que é negado a milhares de famílias um espaço de terra. A estimativa é que, em Goiás, haja de 5 mil a 8 mil famílias acampadas à espera da terra", diz o MST.
De acordo com o movimento, "as informações sobre a fazenda apontam várias contradições", entre as quais incoerência sobre o tamanho da propriedade que teria 1,5 mil hectares segundo o certificado de cadastro de Imóvel Rural, junto ao Incra, e 1,9 mil hectares de acordo com o inventário do marido de Ana Amélia, falecido em 2011.
O MST alega ainda que a fazenda tem 600 cabeças de gado, conforme escritura pública de inventário, o que a classifica como improdutiva em relação a seu tamanho. "Pela legislação vigente, as entidades signatárias entendem que a lotação de gado não atende aos índices de produtividade do Estado de Goiás. Seiscentas cabeças em 1.909 hectares resultariam numa lotação de 0,31 cabeça por hectare, índice que os movimentos sociais consideram muito baixo para quem diz representar o moderno modelo do agronegócio.
De acordo com o artigo 184 da Constituição "a fazenda que não cumpre a função social deve ser declarada de interesse social e destinada para fins de reforma agrária", lembra o informe do MST.
Além disso, o MST acusa a senadora de ter omitido, em declaração ao STF, que era dona de 36% da propriedade em 2011, quando foi iniciado o inventário de seu marido. "Em setembro de 2014, a Via Campesina se reuniu com o superintendente regional do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Porto Alegre, Roberto Ramos, para exigir a vistoria da fazenda. Então candidata ao governo do Estado do Rio Grande do Sul, a lei eleitoral exige que candidatos declarem integralmente seu patrimônio. O pedido de vistoria foi encaminhado à sede do Incra, mas a vistoria não teve andamento", diz o movimento.
RETALIAÇÃO
Em discurso no plenário do Senado, a senadora Ana Amélia disse que a ocupação foi uma retaliação do MST a ela por ter votado a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Ana Amélia acusou o movimento de agir com o PT para "assassinar reputações".
"Por isso, vocês não sabem de onde vem esse sentimento antipetista: vem dessa agressão, dessa forma criminosa de agir. Trezentas pessoas invadem. Não é para pedir mais terra. Não é para isso. É para retaliar, para me atemorizar porque eu votei a favor do impeachment. Mas não vão me assustar. Não vão. Não é desse jeito", afirmou a senadora.
Ana Amélia informou que a fazenda já foi vendida, mas transferência não foi feita porque o pagamento só será concluído em 2017 e a propriedade está incluída no inventário de Octávio Cardoso, marido da senadora.
"Essa propriedade integrava espólio no inventário do meu marido, de saudosa memória, que me faz muita falta neste momento. Pois esse espólio e inventário não se terminam enquanto não há repartição dos bens no inventário, e tampouco eu poderia pegar aquilo que ainda não me pertencia -porque não havia sido concluído o inventário- como se parte daquilo fosse meu. Não era. Nenhuma parte era minha, porque o inventário ainda não havia sido acabado. E esse patrimônio eu só poderia declarar na hora da partilha desse patrimônio", enfatizou.
A senadora concluiu pedindo desculpas "à família Frizzo", atual proprietária da fazenda pelo episódio. "Quero pedir desculpas aos senhores por essa agressão.
Vocês são inocentes. Não há nada. A fazenda já pertence aos senhores. E a titulação só será transferida em 2017, quando se encerrará o pagamento da última parcela dessa venda. Não se compra fazenda, não se vende dessa forma, pagamento à vista. Essa família não é corrupta. Essa família é honesta e fez uma compra adequada às suas posses e às suas possibilidades". 

Tremor é detectado na Coreia do Norte; há suspeita de teste nuclear

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: AFP

O US Geological Survey (instituto americano de pesquisa geológica) detectou uma explosão de 5.3 graus de magnitude na Coreia do Norte, em Punggye-ri.
De acordo com a AFP, o tremor aconteceu no mesmo local onde o país realizou um teste nuclear em janeiro deste ano.
A agência meteorológica da Coreia do Sul também detectou o tremor. Caso se confirme, este terá sido o quinto teste realizado pelo país.

'Não vou andar pra trás', dispara Jô após recusar convite da Globo

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: EXTRA

Prestes a encerrar a última temporada de seu talk show na Globo, Jô Soares recebeu a proposta de comandar um quadro no “Jornal da Globo” a partir de 2017. O apresentador, no entanto, encara a possibilidade de maneira negativa e adiantou que não toparia a vaga.
“Não vou aceitar jamais andar para trás. Eu fiz o ‘Jornal da Globo’ há milênios [nos anos 1980]. Eu não tenho o menor interesse em fazer. Não preciso fazer. Não quero e não vou [fazer]“, afirmou ele.
Recentemente, durante uma reunião, alguns executivos da Globo discutiram a possibilidade de Jô participar semanalmente do telejornal comandado por William Waack.
“Provavelmente é uma proposta que vão me fazer e eu vou dizer ‘não, obrigado’. Se eu fizer o ‘Jornal da Globo’, daqui a pouco vou ter que fazer a ‘Família Trapo’”, ironizou o apresentador, que foi um dos criadores do humorístico, sucesso da Record na década de 1960.
Nos planos de Jô está de comandar na TV paga um programa ao estilo do “Meninas do Jô”, como é chamada a edição das quartas-feiras, na qual o apresentador recebe jornalistas para comentar assuntos ligados a política e economia. “O ‘Meninas do Jô’ é algo que me diverte, e eu só faço o que tenho vontade”, concluiu.

Brasil conquista o primeiro ouro nas Paralimpíadas

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: GLOBO ESPORTE

Ricardo Costa conquistou a primeira medalha de ouro para o Brasil nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 na tarde desta quinta-feira (8), primeiro dia de disputadas do evento.
O título paralímpico veio no salto em distância para cegos. Ricardo, que é do Mato Grosso do Sul, saltou 6,52m na última tentativa que teve. conforme destacou o Globoesporte.com.
A prata ficou com o americano Lex Gillete, enquanto o bronze ficou com o ucraniano Ruslan Katyshev.

Ministro do STF nega pedido de suspensão do processo de impeachment

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: AGÊNCIA BRASIL

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, pediu o arquivamento de um habeas corpus apresentado pelo advogado Edgard Antônio dos Santos para suspender o processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff.
Na opinião do ministro, o habeas corpus serve para proteger o direito de ir e vir, o que não é o caso no processo do impeachment.
A petista foi afastado da Presidência na última quarta-feira, após a aprovação da cassação de seu mandato pelo Senado.
Fachin citou trecho do regimento interno do STF segundo o qual não se pode conceder habeas corpus em pedido desautorizado pela pessoa a ser favorecida, no caso, Dilma.
"Com efeito, o habeas corpus constitui relevantíssima garantia constitucional direcionada à tutela do direito de ir e vir do cidadão que se vê submetido ou ameaçado a eventuais ações ilegais ou abusivas do poder público ou de quem lhe faça as vezes". "Nessa perspectiva, observo a inadequação dessa via eleita; não se verifica, sequer em tese, lesão ou ameaça ao direito de locomoção da paciente (Dilma)", conclui o ministro.
Na decisão, Fachin disse que não ficou compravado se Dilma concordou com o pedido apresentado por um advogado que não o dela. Atualmente, o ex-ministro José Eduardo Cardozo faz a defesa da ex-presidente.
Em outra ação, desta vez apresentada pela defesa de Dilma, o ministro Teori Zavascki, do STF, negou uma liminar que pedia a suspensão do processo de impeachment.
No entanto, Teori requisitou informações ao ao presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, que presidiu o julgamento do impeachment, e a opinião do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para tomar uma decisão definitiva sobre o pedido.
Também nesta quinta-feira (8), a ministra do STF Rosa Weber negou cinco ações que contestam o fatiamento do julgamento do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Venda da Fórmula 1 para o grupo americano Liberty Media é confirmada


POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: GLOBO ESPORTE

Foi confirmada nesta quarta-feira a aquisição da Fórmula 1 pela Liberty Media Corporation. O conglomerado de telecomunicações dos Estados Unidos adquiriu a categoria principal do automobilismo mundial de um consórcio de acionistas liderados pela CVC Capital Partners. O negócio será feito em duas etapas. Neste primeiro momento, a empresa americana comprou 18,7% das ações da CVC por US$ 746 milhões em dinheiro. O restante das ações, que totalizam 35%, passarão para os novos donos apenas primeiro quadrimestre de 2017. A Liberty Media investirá US$ 4,4 bilhões no negócio e assumirá débitos de US$ 4,1 bilhões da F1, em um acordo que totaliza US$ 8,7 bilhões (cerca de R$ 27 bilhões).
O empresário americano Chase Carey, vice-presidente do estúdio de cinema 21st Century Fox, foi nomeado como Chairman, chefe do conselho de diretores, substituindo Peter Brabeck-Letmathe, que executou a função durante os últimos três anos. Diretor executivo da Fórmula 1 e responsável pelos direitos comerciais da categoria, Bernie Ecclestone segue com as mesmas funções, pelo menos pelos próximos três anos.
- Gostaria de dar as boas vindas a Libery Media e a Chase Carey à F1. Estou ansioso para trabalhar com eles - disse Bernie Ecclestone, responsável por comandar a categoria há décadas.
Bernie Ecclestone no GP da Rússia (Foto: AP)Bernie Ecclestone segue como diretor executivo da categoria (Foto: AP)
A expectativa é de que, com os novos donos, a F1 experimente novos caminhos na parte de entretenimento, principalmente nas redes sociais, um dos maiores motivos de críticas nos últimos anos, além de, enfim, se consolidar no mercado dos EUA, sonho antigo da categoria.
- Estou muito feliz em assumir o papel de chairman da Fórmula 1 e ter a oportunidade de trabalhar ao lado de Bernie Ecclestone, CVC, e da equipe Liberty Media. Admiro muito a Fórmula 1 como uma franquia de entretenimento de esportes globais única, que atrai centenas de milhões de fãs a cada temporada pelo mundo todo. Vejo uma grande oportunidade de ajudar a Fórmula 1 a continuar a desenvolver e prosperar em benefício do esporte, fãs, equipes e dos investidores - disse Carey.
Chase Carey será o novo presidente da Fórmula 1 (Foto: Getty Images)Chase Carey é o novo chairman da Fórmula 1 (Foto: Getty Images)
Após a conclusão da negociação, a Liberty Media assume controle do Formula One Group, porção de empresas responsáveis pela promoção do campeonato de F1 e pelos direitos comerciais da categoria. A empresa americana anunciou que renomeará o grupo. O consórcio liderado pela CVC continuará com 65% do Formula One Group, terá lugar no conselho de diretores, mas não terá mais o controle do capital votante, perdendo influência nas decisões. Na nova organização, o poder de decisão ficará concentrado nas mãos de Bernie Ecclestone e Chase Carey. Donald Mackenzie, co-chairman da CVC, acredita que os dois dirigentes farão grande trabalho:
- Estamos satisfeitos que Chase está se juntando à F1 como novo chairman e trabalhará ao lado de Bernie. A experiência e o conhecimento de Chase sobre esporte, mídia e entretenimento é muito bom estamos gratos de contar o serviço dele. Bernie tem sido um diretor maravilhoso nesses 10 anos conosco. Tivemos muito sucesso e alguns desafios, mas nunca ouve um momento de tédio, e sim muita diversão. As habilidades combinadas de Chase e Bernie significam que o sucesso deve continuar na F1 - declarou.
A Liberty Media Corporation é um conglomerado de empresas americanas da área das telecomunicações comandada pelo milionário John Malone. A companhia, de sede no estado de Colorado, é uma das donas da Discovery Communications, dos canais de TV DirecTV Sports e Starz, da rádio SiriusXM e possui o time de beisebol Atlanta Braves. A empresa também detém  pequenas porções de gigantes como Time Warner e Viacom.

Fátima paga mico ao pedir a deficiente visual para 'ver replay'

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE TV FAMA

Nesta quarta-feira (7), Fátima Bernardes cometeu uma gafe durante o “Encontro”, quando pediu para um menino com deficiência visual “ver o replay” do próprio gol.
“Ítalo, já foi gol, mas não dá para ser mais devagar porque acho que o nosso câmera nem pegou o seu gol. Vamos ver o replay. Olha lá!”, disse a apresentadora do programa matinal da Globo.
Tudo indica que Fátima Bernardes não percebeu o mico, pois não se corrigiu durante a entrevista.
Com 7 anos, Ítalo é deficiente visual e mora no Rio de Janeiro. O garoto quer ser jogador de futebol de 5 [versão paralímpica do esporte]. Simpático, ele participou do “Encontro” a convite da própria jornalista.

Cartolas e Temer são vaiados no Maracanã

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: FOLHA DE SP

O presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio, Carlos Arthur Nuzman, foi vaiado na noite desta quarta (7) no Maracanã ao agradecer a cooperação dos governos para a realização da Paraolimpíada.
Por causa das vaias, ele teve que interromper o seus discurso por quase um minuto. Até então, o carioca era aplaudido pelo público.
Nuzmam foi o primeiro dirigente a discursar no palco montado no estádio carioca antes de o presidente Michel Temer declarar abertos os Jogos.
Em seguida, o presidente do Comitê Paralímpico Internacional, o inglês Philip Craven, falou e foi vaiado rapidamente ao agradecer, em inglês, o apoio do poder público.
No seu discurso, Nuzman disse que o Brasil é o "país das realizações impossíveis"."Quando todos duvidamos, nós crescemos. Somos o país que gosta de trabalhar em equipe. Estamos aqui no Rio, o melhor lugar do planeta, orgulhosos com a missão mais importante', afirmou o dirigente.
"Estamos juntos pela igualdade entre as pessoas, gente que mesmo parecendo diferente, tem o mesmo coração. Todo mundo tem um coração. Coragem para enfrentar qualquer obstáculo, a determinação de nunca desistir", acrescentou.Assim como na abertura da Olimpíada, o presidente Michel Temer evitou se expor, mas ainda assim foi vaiado ao declarar aberta a Paraolimpíada. 

Abertura: Clodoaldo é o escolhido para acender a pira

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: SPORTV

Terminou há pouco a 15ª edição dos Jogos Paralímpicos, no Rio de Janeiro. Nesta edição o Brasil terá esportistas em todas as 23 modalidades. No total, mais de 4,3 mil atletas paralímpicos de 162 países vão participar das disputas.
Além disso, o País terá o maior número de representantes nacionais na história dos Jogos Paralímpicos: serão 287 atletas, dos quais 262 (90,6%) são patrocinados pelo programa Bolsa Atleta do Ministério do Esporte. 
Na cerimônia de abertura, a atleta Amy Purdy, 36, paratleta do snowboard e medalhista de bronze nos Jogos Paralímpicos de Inverno Sochi 2014, fez uma apresentação emocionante. A execução do hino nacional ficou por conta do maestro João Carlos Martins.  Para delírio do público, o mascote olímpico Vinicius desfilou vestido de Gisele Bundchen. 
Durante o carregamento do tocha, a ex-atleta Márcia Malsar caiu, muito por conta do chão molhado por causa da chuva, mas foi rapidamente auxiliada e aplaudida de pé. Em seguida ela passou o símbolo para Ádria Santos que entregou para Clodoaldo Silva acender a pira. 
Shirlene Coelho, do lançamento de ardo, foi responsável pelo posto de porta-bandeira do Brasil. 
Muitas projeções, músicas de Gilberto Gil, Tom Jobim, Cartola. No fim, Seu Jorge encerrou cantando, entre outras músicas, Roberto Carlos.
VEJA ALGUMAS IMAGENS:

Nintendo: 'Super Mario' chega ao iOS em dezembro

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: Nintendo
A Nintendo anunciou, durante a conferência da Apple, o lançamento do jogo símbolo da companhia para o iPhone e iPad: "Super Mario Run".
Seguindo elementos clássicos dos games da série, Mario corre automaticamente da esquerda para a direita, com o jogador usando a tela de toque para pular em inimigos e obstáculos, tentando chegar às bandeiras o mais rápido possível.
De acordo com a Nintendo, o jogo também contará com um modo multiplayer, em que os usuários poderão desafiar seus amigos e outros usuários online, tentando alcançar a maior pontuação até o tempo esgotar.
"Nos últimos 30 anos sempre que Mario encontrou uma nova plataforma ele evoluiu e continuou a correr para um próximo objetivo", disse. "Agora, Mario está correndo para seu próximo objetivo: iPhone", informou Shigeru Miyamoto, o lendário designer de games e criador de Mario.
"Super Mario Run" chegará à plataforma iOS em dezembro, informou o CEO da Apple Tim Cook.

Lochte será suspenso por dez meses após mentir sobre assalto no Rio

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: FOLHA DE SP

O nadador americano Ryan Lochte receberá uma suspensão de dez meses da federação norte-americana de natação pela confusão criada nos Jogos do Rio após mentir sobre um assalto em um posto de gasolina na cidade brasileira.
A informação foi divulgada nesta quarta-feira (7) pelo jornal 'USA Today'. De acordo com a publicação, a pessoa que divulgou a informação não quis se identificar pois o anúncio será feito apenas na quinta.
Ainda segundo o jornal, a punição de Lochte será maior que a dos demais atletas que estiveram com ele no dia do incidente.
A mentira no Rio de Janeiro já fez o nadador perder seus principais patrocinadores.A marca de materiais esportivos de natação Speedo USA, a empresa de estética Syneron Candela, a marca de roupas Ralph Lauren e a fabricante de colchões Airweave anunciaram que não apoiarão mais o atleta.
Esses quatro eram os principais patrocinadores do nadador, que detém doze medalhas olímpicas, incluindo um ouro na Rio-2016, na prova de revezamento 4 x 200 m.

Lava Jato pede que Presidência avalie objetos apreendidos de Lula

POR WALDIR JUNIOR DE SALVADOR/BA
FONTE: ESTADÃO

A força-tarefa da Operação Lava Jato requereu ao juiz federal Sérgio Moro que mande intimar a Secretaria de Administração da Presidência da República para que promova uma avaliação de bens apreendidos em poder do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Aletheia - desdobramento da Lava Jato que pegou o petista.
O pedido, subscrito por treze procuradores da República, tem base em auditoria do Tribunal de Contas da União que apurou "desvio ou desaparecimento de bens pertencentes à União nos Palácios do Planalto e da Alvorada, incluindo a análise dos inventários anteriores e posteriores à última transmissão de mandato presidencial e da política, normas e procedimentos aplicáveis aos presentes do chefe do Executivo Federal".
Em março, quando estourou Aletheia, a Polícia Federal descobriu um cofre no Banco do Brasil em São Paulo onde estavam armazenados objetos que o ex-presidente chama de 'tralhas' e alega ter recebido de presente quando exerceu os dois mandatos (2003/2010).
Os procuradores querem que a Administração da Presidência "avalie o material apreendido e especifique se algum desses bens constantes não pertence ao acervo pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva".
Subsidiariamente, os procuradores pedem prazo para "diligências necessárias para a apuração dos fatos".
Ao pedido foram incluídas informações da auditoria do TCU. O Relatório de Fiscalização 164/2016 do Processo TC nº 011.591/2016 aponta que "em virtude das fragilidades nos procedimentos de classificação desses presentes, constatou-se que dos 568 itens recebidos nos dois mandatos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apenas nove foram incorporados ao patrimônio da União (1,58%)".
A auditoria avançou sobre bens relativos aos dois mandatos da presidente Dilma Rousseff (2011/2016) - "somente seis itens foram incorporados (4,17%)".
"Assim, pelos processos atuais não há como garantir que os acervos presumidamente privados de 568 bens, pertencente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o acervo de 144 bens, registrado como de propriedade da presidente Dilma Vanna Rousseff, tenham sido corretamente classificados", assinalam os procuradores da força-tarefa da Lava Jato.
Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira, que defendem o ex-presidente Lula, consideram que "a Lava Jato mais uma vez dá prova da obsessão por Lula".